Enviar Mensagem




Forum > Direito de Família > guarda definitiva
UsuárioDiscussão
Rosangela
Postado em quarta-feira, 03 de setembro, 2003
Tive um relacionamento de um ano,chegando a morar com ele durante quatro meses.Na época tinha 36 anos e problemas para engravidar,inclusive tendo sido considerada estério por alguns médicos.Mas por um milagre, engravidei, quando comuniquei o fato a pessoa ela não aceitou, inclusive queria que eu me submetesse a um aborto.Lógico que não o fiz.Enfim tive o meu filho sozinha e até hoje o pai não conhece e nunca contribuiu com nada, só registrando a criança. Já se passou três anos e meio.Gostaria de saber como entrar na justiça para requerer a guarda definitiva da criança. OBRIGADA.

ÚsuarioResposta
karen cardonski
postado em quarta-feira, 11 de outubro, 2006
teive um relacionamento que gerou um filho,o pai há 1 ano e 4meses contribui e vai visita-lo em minha casa por vezes já deixei sair somoente supervisionado pela baba ou por mim ,porem nunca foi um pai presente ,psicologicamente nao tem estrutura de fornercer o que meu filho precisa ,faz ações que me deixam inseguras .Hoje ele pede a guarda dos finais de semana e feria e viagens porem foi ausente durante muito tempo, finaceiramente le arca com o pagamento da funcionaria (irregular) e do planp de saude que quase foi cortado pq nao pagava.
Ele contunuara a ser o mesmo inrresponsavel ( da nota de dinheiro,leva o menino no banco da frente do carro ,nao sabe nad sobre a criança pois quando a vê passa 30 minutos no maximo) meu filho tem 2 anos nao sabe se defender e nem informa o que ocorre.
Como posso fazer para falar para o juiz que realmente ele nunca foi o homem certo para ser pai?
Fui chamada para uma uadiencia devconciliaçaõ ele alega que quer mais tempo ,porem já tentei conve-lo que ele trabalha o tempo todo ou esta na "farra" ,ele nao que fiacr com o menino so mostra-lo como vitrine e para isso usar a força da justiça.
Tipo faltei varia vezes as quinzenais ,nao posso leva-lo para fiacr comigo,nao paguei o plano (o que ate fianceiramente nao vai me interessar) mas ele só que quando eu falar tem dois meses que vc nao cumpre ,ele responder e dai tenho ajustiça ao meu lado.
TENHO MAIS DE 20 NOITES SEM DORMIR PENSANDO NAS AÇÔES DELE NO ABANDONO NA CHANCE QUE JA FOI DADA VARIAS VEZES>MEU FILHO é a minha VIDA e nao se abre mao da vida assim ?
FABIANA PEREIRA
postado em quarta-feira, 27 de dezembro, 2006
GOSTARIA DE SABER COM QUAL AÇÃO ENTRAR PARA O SEGUINTE CASO: A MAE DA CRIANÇA PRETENDE VIAJAR PARA O EXTERIOR EM JANEIRO E TEM UM FILHO QUE ATUALMENTE ESTÁ MORANDO COM O PAI, FRUTO DE UMA UNIÃO ESTÁVEL JÁ DISSOLVIDA, ESTA PRETENDE DEIXAR O FILHO COM A SUA MÃE, CONTUDO O PAI NAO CONCORDA EM DAR A GUARDA PARA A AVÓ DO GAROTO, MUITO MENOS PARA A MAE. DEVO ENTRAR COM AÇÃO DE GUARDA PROVISÓRIA PARA A AVÓ, PEDINDO AO FINAL A GUARDA DEFINITIVA PARA A MÃE? A MÃE TERÁ QUE COMPARECER OBRIGATORIAMENTE NA AUDIÊNCIA, POIS DE PLANO ELA NÃO PODERÁ COMPARECER UMA VEZ QUE ESTARÁ FORA DO PAÍS? A MAE PODE PASSAR UMA PROCURAÇÃO PARA A AVÓ DO GAROTO PARA PLEITEAR A GUARDA DEFINITIVA DENTRO DA AÇÃO DE GUARDA PROVISÓRIA?
ATENCIOSAMENTE,
AGUARDO RESPOSTA
Claudio Roberto do Nascimento
postado em quinta-feira, 01 de fevereiro, 2007
Tenho uma neta na qual dou toda assistência. O pai não quer saber da filha e a mãe que é minha filha, resolveu de casa. O que devo fazer para obter a guarda provisória? Qual o procedimento?
Adilson Pereira
postado em sexta-feira, 09 de fevereiro, 2007
Boa tarde,gostaria de um esclarecimento caso seja possivel?
minha esposa,em 92,foi presa com entorpecente que era do seu ex:companheiro,que no dia do evento foi morto pela policia,ela assinou um (12 ) que posteriormente caiu para(16) ficou 10 meses presa e nesse entervalo ganhou um bebe desse relacionamento ,pois bem a criança no inicio ficou com a mãe dela,passando alguns meses a mãe da minha esposa entregou a menina para a avó ,paterna que desde então naõ quis mais devolvela pois era uma pessoa muito agressiva,a avó paterna que teria deixado a criança diz que somente deixou "por um dia",não tendo mais a posse do bebe foi na visita da filha sempre alegando que a criança estava bem e que tinha deixado em casa,essa mentira durou um mês,minha esposa na epoca presa ,com a cabeça cheia de coisas pensou que ela sendo uma presa não tinha direitos de reclamar e foi ai que ela deu a guarda para a avó paterna,hoje se passaram 14 anos ,ela resolveu deixar a criança com a avó pois a mesma ja tinha se acostumado ,nossa dúvida agora é quanto a herança,minha esposa quer passar a criança para o nome da avó ,isso é possivel juridicamente?e como fazer?
obrigado pela atenção
Adilson Pereira
Heloisa
postado em quarta-feira, 14 de março, 2007
Gostaria de saber se o pai perde o direito a visita quando abandona seu filho e qual o tempo necessário para caracterizar abandono de incapaz?
E tendo eu, a mãe outro casamento e meu atual companheiro estar assumindo essa criança como seu filho, suprindo todas suas necessidades, existe como o pai biológico pleitear a guarda da criança?
Eu abri mão da pensão e não aceitaria, desde que ele abra mão da visita,isso é possível juridicamente?

Agradeço desde já!
Aparecida Fernandes Martins dos Anjos
postado em domingo, 13 de maio, 2007
Gostaria de saber como posso pegar a guarda provisória de minha nete?Minha filha está nos Estados Unidos e o pai em Londres.Ela viveu 6 anos com ele.Ele manda 275,00 reais por mes mas já faz 2 anos isso é certo?Minha neta está comigo desde 7 meses,hoje ela está com 5 anos.Minha filha ja veio visita-la 2 vezes mas o pai nem liga,pra saber dela.Por isso gostaria de pegar a guarda e entrar com pedido de pensão certa.Obrigado espero resposta.
misslene costa
postado em segunda-feira, 25 de junho, 2007
tive um ralacionamento com uma pessoa a 8 anos:e nesse 8 anos tive 2 filhos com ele,mas nao suportei mas viver com ele;ele me ofendia muito;ignorante;sai e nao me dava satisfaçao;chegava bebado;e nao estava nem ai para colocar as coisas pra casa;foi quando eu decidi a viver minha vida so com meus filhos;abandonei minha casa e fui morar com a minha tia em outro municipio ate arrumar um emprego,consegui um emprego;e fui morar alugada perto de casa,depois de 7 meses conheci esse meu marido que estou com ele ate hoje,e fui morar com ele;foi dai que começou o inferno .e agora como faço pra ter a guarda deles.os meninos nao querem ficar com ele me ajuda qual o primeiro passo que devo dar.
Honorato Fernandes
postado em quarta-feira, 18 de julho, 2007
Caros amigos, estou precisando de uma força...

O avô(pai da mãe) tem a guarda da criança. Pode a mãe ajuizar ação de alimentos contra o pai, sendo que, a guarda está com o avô? qual procedimento deverá ser tomado?

desde já agradeço a resposta..

Honorato Fernandes
RUTH DE ALMEIDA SILVA
postado em quarta-feira, 08 de agosto, 2007
BOA NOITE, ESTOU PRECSANDO MUITO DE AJUDA , CUIDO DE UMA CRIANÇA DESDE OS OITO MESES DE VIDA HOJE ELA ESTA COM 5ANOS E 7 MESES ENTREI COM UM PEDIDO DE GUARDA E A DOIS ANOS VENHO RENOVANDO DE SEIS EM SEIS MESES. A MAE MRRA JUNTA SO QUE NAO CUIDA TAMBEM NAO TEM NENHUM PARENTESCO , AGORA VAI SER A ULTIMA AUDIENCIA E A MAE BIOLOGICA ESTA COM CERTEZA ABSOLUTA QUE VAI FICAR COM A DEFINITIVA.EU E A CRIANÇA TEMOS MUITA AFINIDADE NOS AMAMOS MUITO TENHO MUITO MEDO DA SEPARAÇAO ,POIS ELA IRA SOFRER MUITO FICANDO LONGE DE MIM NUNCA FICAMOS UM DIA SEPARADAS DURANTE CINCO ANOS. A MAE É CARIHOSA MAIS NUNCA DEU UM BANHO EU SEMPRE TRATEI ESTA MENINA COM MUITO AMOR..ELA É AMOROSA ,SENCÍVEL TENHO MUITO MEDO DO SOFRIMENTO QUE ELA VIRA A SOFRER.ME DE A OPINIAO SE TENHO O NAO CHANÇES DE FICAR COM A MENINA
Luciano
postado em quarta-feira, 15 de agosto, 2007
Boa tarde, preciso de ajuda no sentido de entrar na Justiça para pegar a guarda definitiva do meu filho de 6 anos, tenho um casal sou separado a dois anos e no mes de maio/07 contrai matrimonio com outra mulher, somos evangelicos. Minha ex-companheira tem a guarda das crianças porem o meu filho mora com a minha mae do lado da minha casa ja faz dois anos ele fica comigo e com a minha mae, agora depois de casado a minha esposa tambem vem cuidando dele. E minha filha mais nova de 5 anos fica com a avo que trabalha em 15 em 15 dias, sem contar que avo bebe e fica ate tarde na rua com a menina, quando ela nao esta a menina fica com o avo e com a empregada, a mae atual pega a menina e fica com ela alguns dias mais depois ela devolve para a mae dela, essa situaçao me revolta pois, ela mora sozinha, ganha pensao alimentar para para ficar com as duas crianças, descontada em minha folha de pagamento, nao repassa um centavo para o menino, pega quando quer etc..., sem contar que ela ja disse que nao vai trabalhar. Por uma questao de amor e justiaça eu quero a guarda dos meus filhos, mais nao sei qual o procedimento a tomar quanto a isso junto a Justiça Publica.
12345678910...