Enviar Mensagem




Forum > Direito Civil (Geral) > Dif. entre Ação Cobrança x Ação Monitória?
UsuárioDiscussão
Sandra Carolina de Melo
Postado em sábado, 31 de maio, 2003
Olá, caros amigos,

Gostaria de saber qual a diferença entre Ação de Cobrança e Ação Monitória?
Qual a vantagem e desvantagem de usa uma ou outra?
Qual o art. da lei que fala sobre ambas ações?
Quando se uma ou a outra?

Beijos

ÚsuarioResposta
RUBEM
postado em terça-feira, 18 de setembro, 2007
Caros,

Vamos supor . .

Estou sofrendo um processo de execução. O Juíz diz que bloqueará um valor x, atrave´s de BACEN, na minha conta. Só que não tenho dinheiro na conta. Tenho apenas cheques administrativos. Tem como bloquear esses cheques administrativos?

Obrigado
RONALDO BARBOSA DE OLIVEIRA FILHO
postado em quarta-feira, 19 de setembro, 2007
Prezados (as),
Boa Tarde!

Gostaria de saber se o prazo prescricional para ajuizar a ação axecutiva de um cheque nao protestado é de 6 meses?????????
o juizado especial comporta a ação monitoria????


gratoo
Ronaldo
ana maria corasse
postado em quinta-feira, 04 de outubro, 2007
> Gostaria de saber se você já consegui a respota
> Em caso positivo, por favor envie para meu e-mail também.
> obrigada
> Ana Maria
PATRICIA OLIVEIRA
postado em quarta-feira, 14 de novembro, 2007
Bom dia...
Respondendo a pergunta do colega:
O prazo para entrar com uma ação de execução de título extrajudicial, são de 6 meses. O Juizado Especial Cível não comporta a ação monitória, pois a lei 9.099/95 não prevê esse rito.
Patricia
Pedro das Virgens Ferreira
postado em segunda-feira, 17 de dezembro, 2007
Caso Particular.

Fui chamado a manifestar-me em uma situação a qual deixeou-me embaraçado.

Pessoa emprestou o nome para que Colega de Trabalho fizesse emprestimo consignável em instituições financeiras distintas duas (02).

Após contraídos os Emprestimos e recebido os valores, ressalte-se, em espécie e em depósito em conta de filho, a devedora se recusa a ressarcir o Colega que lhe prestou o Favor.

Sei que não cabe Ação de execução ou cobrança, por não possuir os principios ensejadores da Ação, não cabe uma Ação Monitória, pois a pessoa que emprestou o nome não possui qualquer documento assinado pela Devedora.

Assim, solicito a Vossa Senhoria, se possível, orientar-me qual deverá ser o procedimento a ser adotado nesses casos, sabendo que não é lícito o enriquecimento sem causa.

Atenciosamente,

Pedro das Virgens

lucivane rosa dos santos
postado em quarta-feira, 27 de fevereiro, 2008
eu queria fazer uma pergunta eu imprestei um dinheiro para uma pessoa e so tenho como prva a transferencia que fiz da minha conta para a conta dele pergunto que açao entrar para que ele mim pague o valor deviduo e 5.000.00 se esta tranferencia tem como sr cobrada abssss
Luciano Cardoso
postado em segunda-feira, 24 de março, 2008
Prezados,

Em todos os casos é possível uma tentativa de solução / acordo através da Arbitragem - Lei 9307/96.
É uma via mais célere que o trâmite no Judiciário.
Maiores informações www.tacesp.com.br ou www.cabam.com.br

Abraços.
Patricia Denicoli
postado em quarta-feira, 14 de maio, 2008
O prazo prescricional do cheque é de 6 meses.
Quanto á ação monitória, não é cabível em sede de juizados especiais.
Patricia Denicoli
postado em quarta-feira, 14 de maio, 2008
O prazo prescricional do cheque é de 6 meses.
Quanto á ação monitória, não é cabível em sede de juizados especiais.
Patricia Denicoli
postado em quarta-feira, 14 de maio, 2008
O prazo prescricional do cheque é de 6 meses.
Quanto á ação monitória, não é cabível em sede de juizados especiais.
123