Enviar Mensagem




Forum > Processo Civil > Como cobrar meus honorários
UsuárioDiscussão
Dani
Postado em terça-feira, 24 de dezembro, 2002
Gostaria de saber como cobro honorários?
Costumo cobrar através de contrato, estipulado em 20% do valor da causa, ou quando a causa é muito pequena, o mínimo estipulado em nosso código de ética.
Porém, minha dúvida está nos honorários arbitrados pelo juiz, variam de 10 a 15% este valor esta embutido nos contratados ou eu devo cobrá-los à parte?
Ex: seriam 20% dos contratados mais 10% dos arbitados pelo juiz, ou seja, 30%? ou cobro somente os contratados admitindo que os 10% já estrjam embutidos?

ÚsuarioResposta
MARCO ANTONIO CEZAR NASCIMENTO
postado em domingo, 02 de novembro, 2008
CAROS AMIGOS
SEGUNDO O ART. 20 DO ESTATUTO DO ADV. OS HONORÁRIOS DE SUCUBENCIA SÃO DEVIDOS AO PATRONO, OU SEJA , AO ADVOGADO, INDEPENDENTE DOS CONTRATADOS.
ESPERO TER ESCLARECIDO
ABRAÇOS
JOSE ROBERTO
postado em segunda-feira, 17 de novembro, 2008
Olá

gostaria de saber se em uma ação para reversão da justa causa, for liberado o saque de FGTS, deve ser cobrado honorarios sobre esses valores?
Daniele
postado em quinta-feira, 20 de novembro, 2008
Ola, tenho uma pergunta em relação a sucubencia, contratei os serviços de um advogado para fazer uma cobrança na qual ja ficou acordado 15% do valor da divida sem os juros, no qual paguei no inicio do processo, mas tudo isso foi acordado de boca, sem contrato, pq o advogado era meu conhecido. Agora depois da causa ganha o advogado me ligou depois que saiu a sentença dizendo que ele tinha direito a sucubencia no valor de 20% da divida, sendo que no dia da audiencia estive com ele e nao me disse nada. O que eu faço esse advogado tem direito a esta sucubencia? Agradeço o espaço.
RUY MORAES
postado em domingo, 14 de junho, 2009
Prezados Colegas.
Duas foram as questões principais:
1) Como cobrar os honorários advocatícios.
R. Essa cobrança deve ser feita levando-se em consideração, sempre, os mínimos estipulados pela Tabela de Hnorários editada pela subseção local da OAB, sob pena de delito ético-administrativo.
Assim, os honorários CONTRATADOS, podem ser recebidos integralmente na interposição da ação, parte na interposição e parte ao final, ou integralmente ao final (ad exito, como sói acontecer nas ações trabalhistas, quando advogamos em favor do Reclamante).
Deve-se adequar o VALOR dos honorários (que devem necessariamente respeitar os limites mínimos previstos pela Tabela da OAB), à disponibilidade financeira do cliente, adequando-se aquele valor em parcelas, que não onerem demais o cliente inviabilizando a contratação dos serviços,mas ao mesmo tempo, não aviltem a profissão.
Quanto aos honorários DE SUCUMBÊNCIA, estes são, como já dito em outra resposta, devidos AO ADVOGADO, por força de Lei (Estatuto da OAB), independentemente da existência de honorários contratados.

2)Com relação à apresentação de atestado de pobreza para obtenção dos benefícios da JUSTIÇA GRATUITA, não há que se confundir tal pedido, com pedido de ASSISTÊNCIA JUDICIÁRIA GRATUITA, que vem a ser aquele obtido pela parte mediante a utilização dos Convênios de Assitência Judiciária, como por exemplo, o que exitia no Estado de São Paulo, firmado entre a Procuradoria do Estado e a OAB/SP.
Tais convênios estão fadados à extinção, com a criação das Defensorias Públicas, cuja finalidade é justiamente suprir essa demanda de serviços (prestação de Assistência Judiciária Gratuita).
Somente terá direito ao recebimento dos honorários pagos PELO ESTADO, aqueles Advogados REGULARMENTE INSCRITOS nos convênios legalmente constituídos.
O Advogado que presta serviço a beneficiário da JUSTIÇA GRATUITA, normalmente o faz, em ações do tipo ad exito, nas quais acredita e conta com o sucesso da demanda e o consequente recebimento de seus honorários através da verba sucumbencial.
Espero ter aclarado os dois temas.
Abraços.
MARIA NILMA LIMA DE BARROS
postado em domingo, 17 de janeiro, 2010
È muito fácil.

Os honorários em contrato, é acordo entre as partes( cliente e advogado)

Quanto a condenação de percentual de honorários arbitrado pelo Juiz, este é do advogado.
Mauro Ribeiro
postado em quarta-feira, 10 de março, 2010
Boa noite!
Gostaria de saber se é justo da parte de um advogado, que entrou com processo de cobrança da última parcela da venda de um imóvel, ficar com vinte por cento do valor da causa ganha e mais o que foi arbitrado pelo juiz. Sendo que no processo encontra-se anexado o valor de dez por cento de cobrança. Ele alega que havia um contrato assinado pelo proponente.
Por favor, socorram-me.
Mauro
Mariana Gomes Siqueira
postado em segunda-feira, 15 de março, 2010
Gostaria de saber como são cobrados os honorários de sucumbência arbitrados pelo juiz. Sei que segundo O Estatuto da OAB os honorários de sucumbência são de direito do patrono. Minha dúvida recai sobre como os honorários seriam cobrados na prática. Deve ser cobrado da parte vencedora por meio de cobrança bancária ou deveriam ser pagos voluntariamente?
Arion Alvaro Pataki
postado em sexta-feira, 19 de março, 2010
Parabens ao colega Ruy pela resposta prática, didática e profissional. Me ajudou bastante.

Abraços
Paulo Cesar
postado em sexta-feira, 09 de abril, 2010
Caro colega, tenho uma duvida, ingressei com um Alvara para a menor beneficiaria de um seguro de vida, e a o juiz pediu prestação de contas e que fosse depositado o valor em uma conta vinculada ao processo, solicitei a justiça gratuita, posso requer meus honorarios, ou seja pedir a liberação dos meus
honorarios no percentual de 20%... aguardo resposta
Lazaro Batistam Rosa Filho
postado em sábado, 24 de julho, 2010
Contratei um advogado na ação contra o banco Bamerindus relativo a cobrança de juros dos planos collor,
verão e Bresser.O porcentual dos serviços foi de 20% sobre o valor a receber, estipulado em contrato
entre eu e o advogado.
A ação foi ganha e no dia do recebimento da grana, o advogado alegou que o juiz taxou em 20% o valor de
sucubemcia,ai tive que pagar os 20% de contrato e mais 20% da sucubemcia.
Pergunto? esta correto essa cobrança.
Obrigado.
Lazaro
12345