Enviar Mensagem




Forum > Direito Previdenciário > APOSENTADORIA PORTADOR DE HIV
UsuárioDiscussão
Débora
Postado em terça-feira, 25 de fevereiro, 2003
Gostaria de saber como proceder numa aposentadoria onde a pessoa favorecida é portadora do vírus da AIDS...
Estou perdida.
Obrigada desde já!

ÚsuarioResposta
lilian santos
postado em quarta-feira, 14 de março, 2007
Estou em tratamento depressão, anciendade e sindrome do panico, faço tratamento com psiuiatra, psicologo e neurologista no memento estou tomando carbolitium 450mg, rivotril 2m, paroxetina 40 duas vezes ao dia. Me sinto as vezes sem vontade de fazer nada e só penso em ficar deitada quase nao me alimento, ja pensei até em morte. O termino do meu aux. doença foi em 22/02 ja dei entrada novamente tenho outra agora em março será que conseguirei outro aux. pois nao tenho condiçoes fisicas e nem emocionais para trabalhar.

Gostaria de um breve retorno

Atenciosamente

Lilian
julio
postado em terça-feira, 27 de março, 2007
nao se trata a AIDS de um estagio incapacitante por si só... a previdencia ampara para aposentadoria é invalidez... portador, pode manter sua vida normal, cuidado o que mais se tem é advogado com informacoes erroneas e indutoras a respeito do assnto, se a AIDS se torna sintomatica e incapacitante, como qualquer doenca sera apreciada como tal, mas o fato de ter sorologia positiva nao assegura nenhuma aposentadoria
julio
postado em terça-feira, 27 de março, 2007
nao se trata a AIDS de um estagio incapacitante por si só... a previdencia ampara para aposentadoria é invalidez... portador, pode manter sua vida normal, cuidado o que mais se tem é advogado com informacoes erroneas e indutoras a respeito do assnto, se a AIDS se torna sintomatica e incapacitante, como qualquer doenca sera apreciada como tal, mas o fato de ter sorologia positiva nao assegura nenhuma aposentadoria
gildelane
postado em quinta-feira, 19 de abril, 2007
Gostaria de saber se o cid 10 da direito a auxilio doença. sou portador de ceratocone e ainda nao estou na fila do banco de olhos para transpante com cid H18,6.
sem mais desde ja agradeço
sandra
postado em quinta-feira, 10 de maio, 2007

Olá adquirir tendinite na empresa, após 04 trabalhado, estou afastada a 3 anos total 7 anos de empresa. por auxilio doença. Tenho alta em 03 em 03 meses estou nessa a 3 anos e eles não me aposentam. A empresa se negou a preencher o cat. Resumindo operei do punho devido esse problema pois a doença se agravou e perdi o movimento definitivo do mesmo. Tenho direito de aposentadoria parcial? se tenho como faço para dar entrada nisso? Como faço para que a empresa preencha o acidente de trabalho para que assim eu possa ter a estabilidade quando voltar? Pois a mesma se nega a preencher e eu não quero perder meu fundo de garantia durante esse período que estou afastada.
Agora que perdi o movimento definitivo do punho eu entro como deficiente? como faço para isso? Pois como perdi o movimento do punho dificilmente vou conseguir arrumar emprego devido essa sequela. Então posso procurar emprego como deficiente ou isso não conta?

Agradeço a atenção
Aguardo contato
shirley maria alves queiroz
postado em sexta-feira, 18 de maio, 2007
Tenho muitas perguntas para fazer, trabalhei numa empresa por 2 anos, e no longo desse tempo sofri um sequestro relanpago, o qual me deixou muitas sequelas, dai tive que me afastar, quando fui levar o atestado medico para a empresa, fui surpreedida para assinar o aviso,mesmo sabendo que estava sem condições de trabolho eles mandaram eu assinar, e assim foi feito. só que depois fui ao sindicato e eles me deram a CAT para que eu fosse ao INSS juntamente com relatorio para caraquiterisar acidente detrabalho, assim eu fiz.ja se passaram 2 anos e continuo no auxilio, so que a empresa não me tem como funcionaria, embora ela não tenha feito amologação, fiquei sem assistencia medica, e e ela não está depositando meu FGTS.procurei um adivogado para me ajudar. mesmo assim tenho duvidas quanto aos meus direitos. agurdo resposta , um abraço, Shirley queiroz.
valdinei nascimento
postado em sexta-feira, 18 de maio, 2007
qual o calculo utilizado para o auxilio doenca. qual e o tempo utilizado 36 meses ou todas sa contribuicoes.
GRATO
CARLOS JOSE SANTOS COSTA
postado em sábado, 19 de maio, 2007
sou portador de mal de parkinson, estava em beneficio por auxilio doença no qual foi me concedido seis meses e depois prorrogado por mais quatro meses, sendo meu ultimo pedido de prorrogaçaõ indeferido bem como o meu pedido de reconsideração , mesmo possuindo um laudo médico ,e minha doênça que pode ser constatada visualmente. Trabalho na area administrativa de uma empresa de construção civil na qual tenho a funçaõ de trabalhar com relatorios, planilhas, cartas ,propostas e orçamentos tanto manuscritos como digitados, devido ao tremor exiistente em meu membro superior direito que tambem me causa grande dificuldade de executar minhas funções basicas como , escovar os dentes , fazer a barba,levar o garfo a boca na hora das refeições. solicito uma orientação como devo proceder para resolver meu problema.Já liguei para o prevfone que me deram informações divergentes., falam que posso entrar com recurso e depois entrar com novo pedido de beneficio em outro posto do inss porque o recurso demora e como não tenho condições de trabalho receberia mais rapido. outro falou que se entrar com recurso não pode solicitar novo beneficio. como devo proceder. desde já muito obrigado pela atenção.
Getulino Ferreira de Queiroz
postado em quinta-feira, 14 de junho, 2007

Prezado advogada
Carmen Rita Alcaraz Orta Dieguez

São Carlos/São Paulo, SP


Gostaria de saber se uma pessoa muito pobre sem previdência que hora esta acamada de uma doença renal crônica e que esta fazendo hemodiálises três vezes por semana. Poderá requerer aposentadoria a principio ou mesmo auxilio de doença junto ao INSS.

Destacamos que esta pessoa não tem renda e nem os seus membros familiares e ainda seus filhos são menores, ou seja, crianças.

Se puder ajudar – me com seu valioso conhecimento. Favor enviar os fundamentos legais. Agradeço antecipadamente.


Atenciosamente,

Getulino Ferreira de Queiroz
getulinoferreira@yahoo.com.br




Denise
postado em sábado, 16 de junho, 2007
Estou afastada do trabalho por acidente HÁ 7 ANOS E O INSS NÃO ME APOSENTA. O que posso fazer judicialmente para eles me aposentarem?Tenho 49 anos e 29 anos de contribuição.
12345678910...