Enviar Mensagem




Forum > Direito Previdenciário > Dúvida sobre a Revisão pelo Teto
UsuárioDiscussão
Amilton Luiz de Souza
Postado em quinta-feira, 12 de julho, 2007
Eu me aposentei em agosto de 1995, sendo que a minha aposentadoria foi concedida proporcionalmente por tempo de contribuição.
Baseado nas últimas 36 contribuições o Inss cálculou o meu benefício em R$ 896,17.
O valor do teto na epóca era de R$ 832,66.
O Inss cálculou a minha renda inicial aplicando o coeficiente de 82% sobre o valor do teto de R$ 832,66, o que acarreto uma renda inicial de R$ 682,78.
A minha dúvida é a seguinte:
A minha renda inicial não deveria ser calculada sobre o valor do benefício de R$ 896,17 o que daria uma renda inicial de R$ 734,85, que ainda estaria abaixo do valor teto da epóca, visto que o INSS aplicou o coeficiente de 82% diretamente no valor do teto ?
Caberia algum tipo de solicitação de revisão ?
Agradeço antecipadamente a atenção e o escalrecimento sobre a questão.

Amilton Luiz de Souza

ÚsuarioResposta
Adriana
postado em segunda-feira, 22 de setembro, 2008
Olá colegas, meu grande abraço a todos. Meu dilema é o seguinte, estou iniciando no direito previdenciário por não mais ter saúde para ações contenciosas e problemas de saúde. Então paranão morrer de fome, pq nãosei fazer mais nada, somente advogar, então resolvir trilhar os caminhos da previdencia e estou amando de todo coração alma e espirito. somente sinto dificuldade por ser totalmente leiga no assunto. apesar de ser audidata, tenho pressa em aprender tudo muito rápido, pq minha obrigações diárias não esperam.
Pois bem, preciso revuperar o tempo perdido. Necessito urgentemente que algum dos nossos colegas que atuam nessa área previdenciária me desse uma constelação de luzes...rrsrsrsr......é o seguinte, tenho alguns clietes do buraco negro, buraco verde, IRSM e do tal do teto. A única revisão que percebi que é mais rápida e que todos juizes estão dando procedencia é a revisão IRSM de 94 a 97, as demias gera um briga daquelas. Como não tenho tempo para ficar brigando, desejo saber se a revisão do teto é rápida também e quais os requisitos para adentrar com a eferida revisao perate o judiciário. Sei que abusei muito, mas diante do desespero que venho sofrendo, precisando me manter viva e com meus filhos tambem, conto com o apoio de todos e me envia o modelo da revisão do teto, please. Desde já fico muito grata pela nobre atenção de todos.
Meu e-mail para contato é: adrianastaeel@terra.com.br
forte abraço e doce beijo, Adriana
Mario Alberto Lopes
postado em quinta-feira, 23 de outubro, 2008
Me aposentei em 2005 com 35 anos de serviço e 50 de idade estou recebendo R$ 1650,
00, sempre contribui com tedo de 11%, gostaria de saber com a nova lei se tendo direito a receber o teto de R$ 2400,00.
Grato
JOÃO PAULO
postado em terça-feira, 07 de abril, 2009
Caros colegas preciso obter a relação do teto de salarios de contribuição (INSS) do período de 1988 até o presente momento, caso algum colega possua ficarei muito grato pela ajuda.
JOÃO PAULO
postado em terça-feira, 07 de abril, 2009
Caros colegas preciso obter a relação do teto de salarios de contribuição (INSS) do período de 1988 até o presente momento, caso algum colega possua ficarei muito grato pela ajuda.
Raimundo Jose Barbosa
postado em sexta-feira, 19 de junho, 2009
gostaria de saber qual o salario referencia teto maximo para contribuição previdenciaro
Silvio Dantas
postado em domingo, 08 de novembro, 2009
Contribui durante os primeiros 17 anos pelo topo como empregado, e apos sair da empresa e do pais mudei para facultativo e durante 5 anos paguei pelo minimo.
Certamente desejo continuar a contribuir, porem minha maior duvida e’ se vale a pena que eu contribua o que falta (mais ou menos 10 anos) pagando o teto.

Sendo assim, tenho as seguintes duvidas:

1) Vale a pena eu pagar estes 10 anos pelo teto? Se nao, qual o periodo minimo necessario para beneficiar o calculo?

2) La’ no futuro, quando eu pedir a aposentadoria com o status de Facultativo, sera’ que o INSS vai criar problema com a minha condicao de nao-residente no Brasil, ja' que entreguei a declaracao de saida definitiva?

3) Ainda como facultativo, sera’ que eles vao exigir alguma prova de que eu estava trabalhando no Brasil para que a aposentadoria seja concedida?

4) Agora que o INSS e’ interligado com a Receita Federal, quando eles checarem e verem que eu nao sou residente no Brasil, sera’ que a aposentadoria sera’ negada?

5) Sera’ que o INSS vai liberar minha aposentadoria, se eu nao for residente no Brasil, e assim sendo, nao declarando IR no Brasil?

Grato pela atencao
Luciana
postado em sábado, 27 de março, 2010
ATUO NA AREA PREVIDENCIARIA, MAIS PRECISAMENTE COM REVISAO DE BENENFICIOS....ME CONTATEM QUEM TIVER INTERESSE DE REVER O BENEFICIO.... TEREI O MAIOR PRAZER EM AJUDAR E APONTAR QUAL REVISAO SERIA NECESSARIO....ABRACOS A TODOS
ADRIANA
postado em terça-feira, 30 de março, 2010
DR.,
BOA TARDE,
POR ACASO O SR TEM TODOS OS TETOS SALARIAIS DESDE O INICIO, OU SEJA A EVOLUÇÃO, ANTERIOR A 1995?
GRATA,
ADRIANA
postado em terça-feira, 30 de março, 2010
DR.,
BOA TARDE,
POR ACASO O SR TEM TODOS OS TETOS SALARIAIS DESDE O INICIO, OU SEJA A EVOLUÇÃO, ANTERIOR A 1995?
GRATA,
fernanda souza dos santos
postado em segunda-feira, 10 de maio, 2010
gostaria de saber o seguinde minha mae recebe aposentadoria por morte do meu pai eu e minha irma somos dependente dele nos temos direito a revisao do buraco negro por favor me responda
12345678910...